Para quem já ouviu falar em Bitcoins, o conceito de Blockchain de maneira ou outra já foi inculcado, pelo menos em parte. Muitas pessoas costumam tratar o Bitcoin e a Blockchain como sinônimos e, a partir disto, muita confusão pode acontecer.

Viemos hoje desvendar o porquê do Blockchain e o que ele realmente é. Para isto, e antes de tudo, é imprescindível que saibamos que o Blockchain não é uma Bitcoin. Na realidade, a Bitcoin se utiliza do conceito do Blockchain para ter a capacidade de transferência como moeda virtual.

O Conceito de Blockchain

Blockchain nada mais é do que o conceito estruturado por trás da Bitcoin. A palavra é proveniente de outras duas do inglês: block e chain, ou seja, bloco e corrente. Esta se caracteriza por ser uma corrente ou rede de dados por onde passam milhares de transações e, para o sucesso efetivo destas, todo e qualquer tipo de processo deve ser aprovado por outros servidores. As características de aprovação se moldam conforme os requisitos daqueles que farão uso delas. Por exemplo, alguém que precisa transferir uma quantia de 20 reais pode configurar o seu algoritmo de transação para que, através de apenas quatro servidores, este dinheiro chegue ao destinatário. Ou seja, a partir do momento que a quantia começa a ser transferida para o destinatário, se quatro servidores verificarem e assegurarem sua credibilidade, a transação já é executada com sucesso. Com este procedimento, dados relacionados aos participantes, data e horário já são registrados no bloco para consultas posteriores.

Este conceito, então, torna-se muito mais eficaz e transparente. Os intermediários que poderiam existir, como bancos tradicionais, não estarão presentes e, desta maneira, não haverá taxas ou tarifas acrescidas à quantia.

É a partir deste conceito que os Bitcoins se estruturaram no mercado mundial. Os investidores destes, através da Blockchain, formam uma rede de pessoas que decidiram utilizar estas moedas virtuais.

Em relação à segurança da Blockchain, nunca antes na história moderna existiu um mecanismo de trocas tão eficaz e seguro. Assim como um sistema de blocos, todos os dados inscritos nestes são assegurados e criptografados por milhares de outros computadores. Assim, para que uma fraude pudesse ocorrer, seria necessário reunir a capacidade algarítmica de todos os servidores, o que estaria num âmbito impossível, visto que, como uma cadeia, estes outros servidores estão conectados a outros mais distantes e assim por diante.

Além da segurança altíssima, outro benefício para o uso do Blockchain é a redução significativa de custos. Por ser uma rede complexa e, ao mesmo tempo, muito simplificada, não existem intermediários que cobrem os seus “serviços de aprovação”. A Bitcoin, por exemplo, cobra em média menos de 1% de tarifa para as suas transações. Toda transferência ou transcrição de dados nos registros da Blockchain acaba por ser muito transparente e barata.

Um ótimo exemplo para a elucidação deste processo são as escrituras, como a posse de um determinado imóvel. Esta se encontra registrada em papel, geralmente por cartórios municipais. Na hipótese de perda ou destruição desta escritura, o trâmite necessário para reaver uma cópia é intensamente burocrático. Sendo necessário até mesmo pagamentos de segunda via, transportes e recolhimento de outras documentações.

Com o Blockchain, toda a documentação relacionada à escritura do imóvel estaria num determinado bloco, no qual se teria uma senha privada para dados pessoais e, desta maneira, você nunca a perderia, tendo ainda a segurança de cópias criptografadas mediante os processos de aprovação pelos outros servidores.

Esta rede pode ser expandida para vários meios de negócio. Além da transferência de ativos, também poderíamos transacionar títulos, documentações, direitos autorais, etc. Existem, igualmente, planos para a criação de blockchains visando a segurança no registro de votos eleitorais e divulgação de resultado de premiações. Em suma, a eficiência do Blockchain é notável no que se refere à sua troca de dados e alta modernidade.

Leia também 7 Motivos para Investir em Bitcoin.

Comentários